Conmebol aprova protocolo para volta da Libertadores

A Conmebol aprovou nesta sexta-feira (19) um protocolo de saúde para o retorno da Libertadores e da Copa Sul-Americana. As medidas incluem regras que deverão ser seguidas pelos clubes em treinamentos, viagens e nos estádios em dias de jogo. O documento de 36 páginas foi aprovado de forma unânime pelas 10 confederações nacionais que integram a entidade.

No documento, constam medidas já conhecidas de protocolos seguidos para o retorno do futebol na Europa e aqui no Brasil, como orientações para medição de temperatura dos jogadores antes dos treinos e jogos, uso de máscaras para reservas e membros de comissões técnicas nas partidas, proibição de trocas de camisetas, cuspir no gramado, beijar a bola e evitar abraços nas comemorações de gols.

O documento enviado pela Conmebol para as confederações nacionais é dividido em duas fases. Na primeira, estão as orientações para os treinamentos. Dos 10 países do continente, em quatro os clubes ainda não voltaram a treinar: Argentina, Bolívia, Colômbia e Venezuela.

A Conmebol não chegou a estipular uma data para o retorno da Libertadores, mas deixou aberta a possibilidade da competição voltar a ser disputada mesmo que não estejam retomados todos os campeonatos nacionais da América do Sul.

O protocolo é bem detalhado, inclusive com orientações sobre a forma correta de levar as mãos e higienização dos ambientes. Isso tudo faz parte da primeira fase do documento, que determina que os clubes tenham um controle rígido dos sintomas dos jogadores, membros de comissões técnicas e funcionários durante os treinamentos.

Viagens e jogos

Na segunda parte do protocolo constam as orientações para os jogos. Os clubes visitantes deverão apresentar os resultados dos testes para covid-19 para a Conmebol antes das viagens. Os atletas serão novamente testados quando chegar na cidade dos jogos e ainda realizarão novos testes 24 horas antes das partidas.

Entre as recomendações da Conmebol para hospedagens, está a de que os jogadores fiquem em quartos separados e não circulem pelos hotéis sem máscaras. Os atletas não poderão ter contato com outros hóspedes e as delegações deverão realizar suas refeições de forma separadas.

Orientações para os dias de jogos

Proibições

Cuspir no gramado
Beijar a bola
Comemorar gols em grupos
Trocar camisetas ao término das partidas ou no intervalo
Trocar flâmulas ou presentes entre os capitães ou qualquer membro das equipes

Obrigações

Testes de temperatura corporal na chegada aos estádios
Garrafas d’água individuais
Uso de máscara por jogadores reservas, treinadores e qualquer pessoa fora do campo de jogo
Orientação para os treinadores tirarem as máscaras só quando forem dar instruções na área técnica

LEIA MAIS:

São Paulo irá lucrar mais R$ 21 milhões com a venda de Gustavo Maia

Cria das categorias de base do São Paulo, Gustavo Maia está muito próximo de ser jogador do Barcelona. O clube espanhol já pagou 1...
error: